Entrevista com Bill Condon
Written by Ana Carolina on sábado, julho 30th, 2011. Posted in Bill Condon

   Semana passada alguns fãs sites tiveram a oportunidade de entrevistar Bill Condon na Comic Con depois do painel de Breaking Dawn. Abaixo está a entrevista. Na entrevista eles discutem um pouco dos clipes que foram mostrados na Comic Con, então se você não quer spoilers, leia com cautela. Na entrevista ele também fala sobre o Brasil e sua experiencia aqui.

Sobre a cena da lua de mel, eu notei um pouco de humor nela. Porque vocês decidiram fazer desse jeito e como essa decisão foi feita?

Bill: Ser engraçado na parte que ela está se arrumando? Nos pareceu mais humano. Era como, de novo, fazer tudo o mais real possível, e acho que qualquer sentiria naquele momento meio “Ah meu Deus, vai acontecer”, é uma coisa que vai acontecer naquela noite. Deus, é Bella, mesmo depois de todo esse tempo. E é um vampiro, sabe? Mas esse momento é mais sobre fazer algo com que as pessoas possam de identificar. Tipo, o que você faz? Você só tenta controlar o máximo que consegue. Sabe, você escova seus dentes pela décima vez e faz todas aquelas coisas para fazer você mesma pensar que você está pronta, que, é claro, você não consegue fazer. E do jeito que você corta, e foram muitos cortes, ela está em um estado meio nervoso. Sabe o que a Kristen faz? (ele bate os dedos impaciente nas mesas e todos riem) esse é o ritmo de tudo, sabe? Nós combinamos isso com o jeito que apresentamos.

Você teve a experiência de trabalhar com muitas crianças e como foi trabalhar com todas as Reneesmes?

Bill: Oh, sim. Essa é para a parte 2! Eu já tinha feito isso um pouco antes, mas não tanto quanto agora. Primeiro, Machenzie, ela é uma criança de 10 anos que parece ter 30. Ela é tão madura e inteligente, então foi um prazer trabalhar com ela. Algumas vezes foi difícil porque as outras atrizes estavam apenas ali. Sempre era as expressões da Mackenzie e coisas assim, então foi uma coisa técnica muito específica que até eu estava aprendendo enquanto estávamos filmando. Mas eu tenho que dizer, essas garotas eram soldados.

Nós tivemos o prazer de ter Stephenie Meyer nos filmes. Como foi trabalhar com ela?

Bill: Foi ótimo, quero dizer, você conhece ela. Ela é tão pé no chão, sabe? E ela é tão… é uma coisa interessante, e eu não sei se isso foi algo que apareceu com o passar dos anos ou se ela sempre foi assim, mas ela também é uma amante de filmes. E ela começou a entender muito sobre fazer filmes e o que ela tem que fazer para, não matar os seus bebês, mas algumas vezes que são tão boas na descrição que não se traduzem muito bem para as telas. Como a cena que você viu que não estava no livro, certo? Era apenas uma sugestão no livro, mas se tornou muito dramático no filme, quando Jacob sai da matilha de Sam, não é que sam vai atacar imediatamente, ele senta e espera e a fecha com eles, sabe? E agora eles estão presos na casa, e eles não tem se alimentado, então eles estão se tornando mais fracos quando os lobos estão ficando mais fortes e perto. E Jacob tem que descobrir um jeito de ajudá-los a sair, então ele faz essa coisa, e eu não quero falar demais, mas essa coisa que ele fala “Não, eu vou tomar conta disso, porque eles confiam em mim.” Aí você começa a pensar se é verdade. se Jacob está vacilando. É esse tipo de conflito muito interessante que faz um filme bom.

Tem algo que você achou desafiador? Teve uma cena que você olhou pro script e falou “Sim! Eu vou fazer isso” e se tornou algo muito desafiador, ou algo que você estava muito animado para filmar?

Bill: Acho que são os dois lados da mesma moeda. E as cenas mais animadoras, a maioria delas, são as que eram as mais assustadoras. Eu acho que todo filme tem uma delas. Nesse foi os lobos falantes, certo? Nós estamos finalmente fazendo isso. O ponto de vista dos lobos e ver como eles se comunicam. Essa foi uma cena assustadora. Imprinting foi com certeza assustador também, o nascimento também. Eu posso dizer que essas são as três maiores que eram três enormes ideias no livro que tiveram que ser traduzidas para o filme para fazê-lo animados e eu acho que você pode, facilmente, ir pra um caminho errado e eu espero que nós não cometemos esse erro.

Com o nascimento, como você comentou, é um nascimento violento, e a batalha com os Volturi, depois a cena da lua de mel e as cenas de sexo. Sabendo de todos esses aspectos, você achou difícil balancear tudo para continuar com a classificação indicativa de PG-13? Você fez um filme para maiores de 18 e depois cortou cenas para fazê-lo voltar ao PG-13? Como você se aproximou disso?

Bill: Sabe, eu acho que é um ótimo desafio porque o que faz um filme ser para maiores de 18 é mostrar tudo e fica mais fácil se repetir para si: Eu não vou mostrar, não vai ter nu frontal, ninguém quer isso, isso não é apropriado aqui, mas eles vão ter uma cena de sexo intensa. Ou nós não vamos mostrar o sangue jorrando contra a parede, mas vai ser algo muito visceral. Se você fizer isso, se tornar um desafio divertido para ter certeza de que você vai ter a mesma experiência sem ter que assistir algo clínico. Eu acho que faz tudo muito melhor, tem cenas lindas de romance em filmes PG-13, sabe?

Uma das perguntas no painel foi, “Qual é o seu filme favorito da Saga?” Como você se sente por todos os atores terem respondido Breaking Dawn? 

Bill: Bem, primeiro, eu fiz uma piada quando falei Breaking Dawn, e depois Taylor falou Breaking Dawn. Eu acho que Kristen foi cuidadosa falando que ela ama Twilight. Eu tenho muito respeito por cada diretor que veio antes de mim e eu acho que todos eles fizeram um ótimo e diferente trabalho. Foi por isso que fiquei interessado em fazer parte desse filme. Porque eu não consigo pensar em uma série de filmes igual à essa… Você pode dizer Harry Potter, mas eles parecem ficar mais perto no estilo do que esses filmes ficaram. Você tem o material e Melissa fazendo o script e o elenco em comum, e os filmes são muito diferentes. De qualquer maneira, eu acho que eu sinto que tenho uma certa vantagem por ter esse filme, o qual tanta coisa acontece. E acho que quando você é um escritor a parte mais difícil é o segundo ato, e esses foram filmes de segundo ato.

Como você se sente terminando a série, que já tem uma base de fãs que pode ser meio inconstante? Você está lidando com muitas mulheres (Bill ri) começando por aqui. Como você se sente por terminar dois filmes? Não apenas um, dois.

Bill: Isso que fez tudo interessante de se fazer. Não que eu iria fazer o próximo, mas que eu ia fazer o último. Ou, um dividido em dois. Porque é a chance de… Eu não sei… deixe eu começar de novo, eu acho que é o que faz tudo tão especial. Você está contando com o fato de que as pessoas vão se abrir para ele de uma maneira que, talvez como você disse, se fossemos nós a fazer nos próximos 20 anos é tipo “Eh, eu posso passar essa,” mas eu sinto como se tivesse uma urgência para fazer, que me deu uma outra razão para fazê-lo.

E acho que outra parte disso, em adição a fazer o último filme, mais fãs parecem pensar que os filmes melhoraram com o passar da Saga, então você sentiu uma certa pressão sabendo que eles tem expectativas muito altas para Breaking Dawn.

Bill: Acredite, eu senti a pressão (risadas). E eu já provei um pouco dessa pressão. Quando nós mostramos o teaser e o cabelo de Tanya está loiro, não loiro avermelhado, teve muitas pessoas que ficaram tristes com isso, então não há questão, é uma base de fãs muito leal, mas muito vocal também, então eu sei que eu vou ouvir muito sobre essas coisas, mas você faz essas coisas baseadas no rosto de alguém e do jeito que as pessoas parecem juntas e coisas assim.

Eu fiz essa mesma pergunta para Ashley, é sobre como o cabelo dela mudou significantemente de filme para filme e como chegou no que está agora; ela disse que vocês estavam preocupados que os fãs reagissem negativamente à outra peruca, um corte de cabelo diferente, você estava esperando que se fosse o mais próximo possível do livro os fãs estariam bem com isso?

Bill: Dado que o cabelo dos vampiros não crescem, eu assumo que todos vão estar carecas no próximo filme. Mas eu acho que esses filmes existem em um tempo que as tendências mudam, mesmo em apenas quatro ou cinco anos, então para ela, que tem uma forte ideia de moda, especialmente nesse filme, no qual ela está organizando todo o casamento, representa o senso do casamento Edwardiano que Edward queria ter, e nós também fizemos ela refletir nos momentos que essas pessoas viveram. No começo ela está olhando para o casamento, que eu acho que vocês podem ver um pouco no trailer. E começando com isso nós pensamos, quem é a mulher mais estilosa do mundo? Ainda é Audrey Hepburn, então vamos dar à Alice um pouco de Audrey Hepburn. E se qualquer pessoa fosse fazer o cabelo de Audrey, seria Alice. Eu acho que nessa você pode acreditar, e o resto é apenas uma pergunta sobre todos os estilos de Jackson Rathbone, o que se pode dizer? Eu acho que parece bom.

Os atores são frequentemente perguntados sobre as cenas que são emocionalmente desgastantes. Você acho que, como diretor, houve alguma cena que você se sentiu emocionalmente atraído? Quais cenas, particularmente em Breaking Dawn que foi difícil esquecer das emoções?

Bill: Bem, você tem que esquecer das emoções, porque ou você está pronto pra próxima cena em uma hora ou no próximo dia, mas cara, teve todas essas coisas pelo caminho, que você sente adrenalina quando você finalmente consegue aquilo que queria e passou por tantas coisas que poderiam ter dado errado. Como no nascimento de Reneesme, eu continuo voltando naquela cena, mas foi muito intensa. Taylor, seu coração estava saindo dele, mas Rob, você vê que ele está tentando trazer ela de volta à vida e a angústia, o pânico de tudo, e depois Kristen, dando o seu melhor. Do jeito que você verá, todo o esforço de dar a luz, mas ela é a melhor pessoa morta que eu já vi, e isso não é fácil, porque tivemos takes que duraram um minuto e ela não piscava, ela não parecia respirar, eu não sei como ela fez aquilo, mas foi muito intenso. E no fim da filmagem, em Louisiana, onde nós filmamos por quatro meses, todos estávamos meio cansados, todas nossa defesas estavam baixar e era tipo aquela coisas que você chega, você faz e anima todos pelo resto das filmagens, porque parece que algo real aconteceu. Essa é uma coisa ótima no set, quando você sabe que algo real aconteceu… quando a equipe fica toda quieta e estão todos prestando atenção, porque você vê que algo está acontecendo na sua frente e você sabe disso.

Você é um diretor muito experiente e tem pessoas como Kristen no elenco, que já trabalhou em vários filmes. Teve alguma coisa que os atores te ensinaram que você não sabia antes?

Bill: Oh Deus, sim, completamente. E você sabe que sou experiente, mas mesmo assim. Eu acho que você continua aprendendo com os filmes, claro, Mas especificamente aqui, todos esse atores conhecem seus personagens tão bem, mas você pega alguém como Kristen, ela vai estar dirigindo filmes em pouco tempo. Ela simplesmente sabe tudo sobre o processo – tudo. E ela simplesmente sabe “Oh meu Deus, eu deveria levantar meus olhos apenas um pouco mais na próxima vez” e coisas assim. Ela é uma ótimo colaboradora, e se você explicar “Ok, isso parece um pouco não natural mas vale a pena fazer” eu vou entender. Mas nós poderíamos sentar e falar sobre o script por semanas, e ela teria ideias, não estou falando apenas dela, mas ela principalmente, e “Oh, essa é uma ótima ideia”. Então sim, todo o tempo.

Um dos lugares mais insanos por Twilight, um dos lugares mais apaixonados no mundo por Twilight é o Brasil, como você conseguiu filmar com tantos fãs diferentes dos daqui, fãs tão apaixonados?

Bill: Mas muito respeitador também. Foi muito interessante. Sabe, Rob contou uma história de quando nós estávamos filmando, mas estavam todos nas ruas se divertindo e de repente uma garota estava ao redor dele. E eu acho que ela não estava pensando, porque eu perguntei duas horas depois “O que aconteceu com ela?” e todos responderam “Eu não sei!”

Você está planejando algo para o Brasil?

Bill: Espero que sim, com certeza. Eu quero voltar para o festival de filme lá. Eu não sei se é esse ano ou no próximo, mas nós deveríamos, porque uma parte muito importante do filme foi filmada lá, e foi ótimo, eu me diverti muito lá.

Fonte | Tradução: Ana Carolina – Team TwizoneBR

 

 

 

Comments are closed.

Site Info
Site name: TwiZoneBrasil
Owners: Dannie
Design: Enrapturing Serendipity Designs
Site Opened: 16/02/2008
Contact: Email
Hosted by: Fan Sites Network | Privacy Policy
Visitas:
Apoiamos
Família
Projetos
AMANHECER Parte 2
Status: Pós-Produção Nov 2012
Diretor: Bill Condon
Roteiro: Melissa Rosenberg
Filme • Fotos


AMANHECER Parte 1
Status: Completo Em DVD
Diretor: Bill Condon
Roteiro: Melissa Rosenberg
FilmeFotos


ECLIPSE
Status: Completo Em DVD
Diretor: David Slade
Roteiro: Melissa Rosenberg
FilmeFotos



LUA NOVA
Status: Completo Em DVD
Diretor: Chris Weitz
Roteiro: Melissa Rosenberg
FilmeFotos



CREPÚSCULO
Status: Completo Em DVD
Diretor: Catherine Hardwick
Roteiro: Melissa Rosenberg
FilmeFotos
Foto do Mês

Clique na foto para salvar e usar como plano de fundo no seu computador!
Team
Exit
Esse site é sobre a série Crepúsculo . Não vamos postar fofocas dos atores e nem fotos tirada pelos paparazzis no dia-a-dia deles.A vida pessoal dos atores é irrelevante.
toptwilightblogs
intrinseca


Back Refresh Main Page LoginForward
Copyright © 2014 TwiZone Brasil. All Rights Reserved. Theme designed by Enraptured Serendipity.