Entrevista exclusiva com Bill Condon na sala de edição de ‘Amanhecer – Parte 2′ – Segunda parte.

Vocês podem encontrar a Parte 1 dessa entrevista, traduzida por nossa Equipe, clicando aqui.

 loading

Becca: Então Stephenie pega uma grande parte do livro e coloca na perspectiva do Jacob.

Bill: O último filme, esse não muito.

Becca: Está na parte 1, sim.

Bill: Foi interessante ver no interior dos lobos e tudo, mas agora é Bella. É tudo Bella.

Kallie: Em uma das cenas que vimos, não, em um dos stills que nós vimos parecia ser Renesmee se comunicando. A primeira coisa que bombou no twitter foi ” O que vocês acham que está acontecendo, vai ser tipo os lobos ? Vai ser diferente ?” Você já, eu tenho certeza que você já aproximou isso, mas está claro em sua cabeça como você quer que isso seja visto ?

Bill: Sim, e não é como os lobos.[Bill enxuga a testa de alívio e todos riem]

Kallie: Eu não tinha certeza se eu ia conseguir isso, estou tão feliz. Maravilhoso.

Bill: É definitivamente uma coisa única. O engraçado nós temos todo esse poder diferente e essa nova maneira de se comunicar. E isso quer dizer que nós tivemos que rodar toda uma nova abordagem visual.

Nikki: Você é bem informado sobre as críticas? Tipo, é uma série muito popular, ela seria filmada como por democracia ?

Bill: Um pouco. Eu acho que isso é bem verdade. Logo no estágio da criação do roteiro nós selecionamos as partes preferidas, o que você se sente confortável, visualizando de uma maneira diferente e obviamente lemos tudo que está escrito, tudo de bom e de ruim. Então é bem isso.

Laura: Usando o que a Nikki falou, no nosso fandom existem definitivamente algumas cenas favoritas que nós podemos ver que estão no filme pelos stills ou pelo trailer, há duas que estão na minha cabeça. Sobre a queda de braço, não imagino quantas pessoas devem estar eufóricas. Tipo, acho que nunca recebi tantos RT’s por uma queda de braço na vida.Isso e a inclusão de Garret, e meio que o personagem e seu discurso e o que ele faz, e tipo, no primeiro filme algumas das partes preferidas foram cortadas, como a cena da tigela de cachorro. É difícil para vocês escolherem o que fica e o que é cortado ? Ou o humor, é mais fácil colocar humor nesse que no último ?

Bill: Eu acho que é. Acho que é verdade. A cena da tigela é um bom exemplo disso. Nós estávamos tentando encaixar isso na longa versão, a do único filme. É muito diferente, eu pensei que nesse caso era importante continuar com Bella. Novamente foi tudo como encontrar espaço para isso em meio que um filme diferente. Mas eu tenho que falar, deixe-me pensar, há uma ou duas coisas que filmamos e acabaram não saindo no filme. Não tanto quanto no primeiro filme. Espero que não sintam muita falta.

Kallie: Quais suas cenas favoritas e menos favoritas para filmar?

Bill: Oh eu sempre pensei que seria um desafio, e é curioso como outros diretores lidam com isso. Quando nós estamos filmando os Cullen, eles não tomam café ou chá, eles não fumam, eles não sentam, eles não andam.Então você tem que… mudar para que nada se compare a colocar 27 vampiros em uma sala. E ainda assim, tem isso. 27 estátuas tendo uma cena emocional foi um desafio. Eu adoro essa cena, mas foi um pesadelo.

Kallie: Então, teve alguma coisa muito boa nela que você voltou atrás ?

Bill: Sim, muito. Eu tenho que dizer que tudo… eu acho que tendo Michael Sheen interpretando um personagem culminante é uma coisa maravilhosa. Muito além do que ele fez nos outros. Como vocês sabem, ele está no campo como uma presença dominante no filme levando à tudo aquilo. Foi como trazer uma energia diferente para tudo, foi ótimo.

Lee: É um ótimo ponto, porque é visualmente maravilhoso que ele tenha a aparência de Summit Marshall ( clássica figura de batalha) e que foi uma decisão consciente que ele pareceria que estava indo para a batalha. Como um uniforme prussiano.

Bill: Absolutamente. Isso combinou, porque em sua mente é como um dever cerimonial. Ir para um julgamento ou algo assim. Então sim, ele está indo para a batalha, mas é como se a Conselho dos Cardeais estivesse vindo e ele seria o Papa, então ele se veste para a ocasião.

Jack: O legal do trailer que vocês verão essa manhã, em outra instância da história onde isso realmente acontece com as crianças imortais. Não é só aquele campo de guerra no final, vocês vão vê-los ao redor do mundo fazendo uma limpeza.

Greg: Assim como no livro.

Kallie: Nós vamos ter muitas piadas de Papa no twitter. Outros fãs vão ficar tipo “por que todos os sites de fãs estão falando sobre o papa?”

Andrew: Com esse sendo o último filme vão ter tipo momentos de homenagem aos fãs ?

Bill: Sim. Nós começamos de uma maneira bem sutil na abertura, com todos os temas.

Lee: O vermelho para o branco, eu achei brilhante.

Bill: É, vai ser divertido. Tenho que dizer quem tiveram alguns que nós estamos muito empolgados, mas não vamos falar sobre isso.

Laura: Provavelmente eu vou ser enforcada pelas fãs se eu não fizer essa pergunta, mas como você equilibrou o romance nesse filme, agora que tem um pouco mais de ação ? Tipo luta pela vida…Como vocês encaixaram isso ? Foi difícil ?

Bill: É interessante, principalmente porque o triângulo acabou. Então não tem isso, mas o que foi recolocado foi, obviamente, o amor deles, além do amor por Renesmee. Ela se torna o foco de todos os momentos emocionais do filme. E depois, acho que foi algo que começou no primeiro filme, mas os sentimentos estão desenvolvidos agora. Eles estão casados e eles tem um tempo para demonstrar os sentimentos um pelo outro, mas não é o mesmo sentimento de ansiedade, essa ansiedade adolescente. É bem maduro. Eu acho que as pessoas vão se surpreender com isso.

Kimmy: Qual foi a parte mais difícil envolvente Renesmee e seu crescimento acelerado?

Bill: Tudo. Acho que não há segredo que seu crescimento é mais rápido no filme que no livro. Eu acho que é a maior e mais potencialmente assustadora modificação que fizemos. Mas quando você tenta imaginar algumas cenas, especialmente a do campo no final, e tudo isso passa com uma criança pequena, é uma ideia maravilhosa na página para imaginar visualmente. Quer dizer que nós envelhecemos e acredito que ela começa como um bebê e nós vemos a evolução. Não é isso, e eu acho que algumas pessoas estavam preocupadas com isso, é tudo Mackenzie Foy. Não é, é tudo performance da Mackenzie Foy, mas é complicado como nós combinamos garotas de diferentes tamanhos. É realmente perigoso e é algo que nós ainda não podemos mostrar porque ainda não está pronto, ainda está em processo.

Jack M: Bem como você estava comentando com Laura noite passada, que Renesmee está na parte um quando o nome do bebê é apresentado pela primeira fez e você percebe todos…reagindo a isso [ referência a comunicação não verbal entre Edward e Jacob com relação ao nome incomum]. Não é adiantando nada dizer que tem uma cena na parte 2, quando Bella está deixando Renesmee na casa de Charlie e ele aparece e fala…

Bill: É, ela…

Jack M: Ela cresceu 15 centímetros.

Laura: Essa foi a mais difícil ? Você acha que o seu maior desafio com o FX é Renesmee ?

Bill: Eu acho que sim, porque foram os caras que fizeram o trabalho virtual, mas em cada um desses filmes, o definhamento de Bella e então esse filme, Renesmee é uma coisa nova. Eles estão realmente descobrindo, então tem muito de tentativa e erro aqui, mas quando funcionam e tudo vai funcionar, o que nós vimos que deu certo é mágico.

Michelle: Com o novo trailer que acabou de sair, qual o processo de escolha das cenas que vão para o trailer e o equilíbrio de não mostrar muito e não dar o suficiente para os fãs?

Bill: Muita briga (todos riem). Eu acho que sempre Tim Summerfield e a equipe da Summit e os fornecedores usam, criam um trailer e depois nós balanceamos isso. O que eu estou interessado em saber de vocês é o que vocês acham, porque eu acho que nós mostramos o suficiente no trailer e minha única preocupação com isso é que, se vocês lembram, ainda tem o teaser. Em outras palavras, isso não é o filme todo. Tem muito mais que isso e o próximo trailer vai mostrar ainda mais. Em outras palavras, a extensão do filme é mostrada pelo trailer, mas eu me preocupo porque nós vimos pessoas que ficar tipo ” ah é só isso”. Eles mostraram as melhores coisas, e nós não. Então vocês acham que as pessoas lembram que é só um trailer?

Becca: Sim, eu acho. Eu fiquei impressionada com como foi longo…é longo.

Jack M: Quanto tempo tinha o primeiro ?

Jack: 30 segundos.

Jack M: Então agora são 60. E depois nós temos 2:30.

Becca: Isso faz sentido. Eu só estava pensando no teaser. 30.

Laura: Mais cheio de ação, tipo, “eles colocaram muita ação”.

Lee: Ainda tem tanto para varrer disso, porque quando você vê o trailer, é extenso.

Bill: Bom, estou honrado.

Lee: É isso que você pressiona, se você recebe esse sentimento tudo causa abrangência e ângulos longos, você o vê em movimento o tempo todo para que ele realmente capture isso.

Bill: Bom.

Jack P: Todos quiseram mais depois de ver isso?

Todos: Sim

Nikki: Eu não quero muito, só exatamente o suficiente para me fazer pensar no que eu quero.

Elena: Entre os still que nós vimos na EW, o trailer e nos teasers e mais, nós vimos a Bella vampira, vimos Renesmee, vimos a maior parte nos novos rostos, e de volta para a parte 1, nós todos sabíamos que tinha algo que nós não veríamos, até que nós vimos nas telas, que foi o vestido. Tem alguma coisa em particular para a parte 2 que só teremos que esperar lançar para ver ?

Bill: Sim.

(todos riem)

Laura: E ele não vai falar.

Becca: Eu estava vendo Harry Potter e as Relíquias da Morte parte 2 semana passada e eu pensei em como eles protegeram o castelo e aquele escudo, e eu pensei se é um efeito similar que você vai fazer com Bella.

Bill: É interessante, mas não. Sabe, o desafio disso é que são poderes mentais que nós estamos tornando físicos. É um misto, obviamente um pouco físico. O escudo dela, nós realmente estamos tentando ir por essa linha para que vocês lembrem que ninguém mais pode ver. Nós estamos pegando isso mais do ponto de vista de Bella, mas é bem sutil.

Laura: Acho que você comentou isso antes, que uma das suas partes favoritas de Amanhecer parte 2 foi o discurso de Garret e tudo mais, que pode ser um discurso ótimo mas também pode ser um pouco complicado. Foi difícil como diretor, você tem muitos cortes para esse tipo de coisa ? Como foi fazer esse tipo de discurso?

Bill: Lee Pace, você sabe. Foi divertido, porque Michael Sheen estava do outro lado avançando cada vez mais e tirando tudo dos seus discursos e tal. Então foi tipo, Team Cullen estava lá, mais ou menos como foi. E ele é um ótimo ator e ele realmente se empenhou nisso. Então não, não foi um problema.

Michelle: Como você falou antes, além de Renesmee crescer bem mais rápido que no livro, tem alguma outra mudança drástica entre o livro e o filme?

Bill: Algumas coisas.

(todos riem)

Alguém: Morte de Edward.

Greg: Não tem nenhum Edward nesse.

(mais risos)

Laura: A música tem um grande papel nisso e eu sei que você vai sair para fazer isso novamente. Tem alguma parte em particular que você está ansioso para ver com a música e se você pode nos dizer qual é essa parte?

Bill: Você sabe, são 25 minutos no campo, porque é muito, muito grande.O período de marcação é mais que jamais foi. Nós adicionamos uma orquestra de 80 peças a uma grande parte o filme. É desse tipo de varredura que nós estamos falando, e o Carter Burwell meio que está levando para casa tudo em que ele está envolvido. Eu acho que vocês vão ficar surpresos em saber que um tema que vocês já conhecem de Amanhecer parte 1 é o tema dos Volturi. Ele surgiu no primeiro filme. Eu acho que seu sentimento de completar tudo é bem forte nessa parte. Eu mal posso esperar; vai ser excitante. Eu acho que foi ficar falando com a Orquestra atrás de mim. [os planos iniciais eram convidar Bill Condon para uma chamada por Skype para a Comic Con e estar lá por live. Isso foi repensado por causa da preocupação com a reação dos fãs se a tecnologia caísse e ele não pudesse falar. Então Bill Condon pré-gravou sua introdução para a Comic Con]

( todos riem)

Jack M: Bill estava em Londres enquanto todos estavam no Hall H. E é no estúdio Abbey Road em um desses históricos estádios.

Bill: Eu não poderia mudar isso por causa das Olimpíadas.

Jack M: Você poderia se não se importasse em pagar 6 vezes por quartos de hotel. É ridículo.

Jack P: Mais alguma coisa Greg?

Greg: Eu não tenho mais nenhuma pergunta. ( todos riem). Bill, como foi trabalhar com o Greg?

(todos riem)

Greg: Não responda.

Laura: Falando das roupas, porque todos os vampiros são incrivelmente diferentes, você pode falar um pouco sobre quanto você colaborou com Stephenie Meyer e os designers de figurino e como decidiu os figurinos para cada um ?

Bill: O maior desafio nisso é que são todos muito diferentes. Eles vem de todas as partes do mundo.

Jack: Ou de todo lugar do país.

Bill: Nós começamos do final de um jeito. A maior questão de Michael [ designer de figurino Michael Wilkinson] era como eles iam parecer juntos. Tipo, você não pode ter os irlandeses usando xadrez brilhante ( todos riem). Então é montado a partir disso, como eles parecem em campo. E obviamente muitos deles não vieram com caminhões de roupas e coisas. Certamente as amazonas não tem muitas roupas e mudanças, mas elas tem outras coisas. Então isso foi grande, foi o modo como fizemos, transformando o distante em um conjunto.

Andrew: Isso parece tipo, não sei, parece uma pergunta óbvia, parece que tem muitos segredos. É engraçado porque todos lemos o livro.

Bill: Certo, certo.

Andrew: Então foi intencional desde o começo trazer algumas surpresas para os leitores?

Bill:Eu não acho que foi uma coisa consciente, “vamos fazer isso”, mas eu acho que…não sei. É uma parte do prazer. Eu estava muito orgulhoso com o fato de que não houve nenhuma imagem do vestido de casamento antes da noite que lançou o filme. E eu acho que isso só melhora a experiência. Não saber tudo, é tudo. Mas não foi tipo ” não, vamos enlouquecer a cabeça das pessoas”. Não era a ideia.

Laura: O segredo está na narração. Nós sabemos o que acontece, mas é como acontece. O segredo está no contexto.

Bill: É, como é feito.

Jack P: Você quer guardar algumas surpresas para esse filme.

Jack Morrissey: Então quem vai fazer isso? Ninguém? ( ele segura uma bolsa de presentes que fizemos ele esconder no estúdio)

Kallie: Isso é da gente ( enquanto Jack passa a bolsa para Bill).

Laura: Eu acho que eu vou fazer. Por tudo que você tem feito para nós, abraçando tudo de Twilight e TwiHards e nos levando a sério, nós realmente apreciamos isso. Então mesmo que você não ganhe um Oscar por ele, mas aqui em nome das TwiHards seu próprio troféu ‘Lion and Lamb’ ( Bill desembrulha o grande troféu que tem um cordeiro no topo, o nome de todos os sites envolvidos na visita e gravado a afirmação:

“PARA BILL CONDON, POR SEU INABALÁVEL APOIO À TODAS AS COISAS DE TWILIGHT, NÓS PRESENTEAMOS VOCÊ COM ESSE PRIMEIRO E ÚNICO PRÊMIO LION AND LAMB DE FANSITES DA NAÇÃO TWIHARD – JUNHO DE 2012″

imagebam.com

Via | Tradução e Adaptação: Ana Tereza – Equipe TwiZone Brasil

Comments are closed.

Site Info
Site name: TwiZoneBrasil
Owners: Dannie
Design: Enrapturing Serendipity Designs
Site Opened: 16/02/2008
Contact: Email
Hosted by: Fan Sites Network | Privacy Policy
Visitas:
Apoiamos
Família
Projetos
AMANHECER Parte 2
Status: Pós-Produção Nov 2012
Diretor: Bill Condon
Roteiro: Melissa Rosenberg
Filme • Fotos


AMANHECER Parte 1
Status: Completo Em DVD
Diretor: Bill Condon
Roteiro: Melissa Rosenberg
FilmeFotos


ECLIPSE
Status: Completo Em DVD
Diretor: David Slade
Roteiro: Melissa Rosenberg
FilmeFotos



LUA NOVA
Status: Completo Em DVD
Diretor: Chris Weitz
Roteiro: Melissa Rosenberg
FilmeFotos



CREPÚSCULO
Status: Completo Em DVD
Diretor: Catherine Hardwick
Roteiro: Melissa Rosenberg
FilmeFotos
Foto do Mês

Clique na foto para salvar e usar como plano de fundo no seu computador!
Team
Exit
Esse site é sobre a série Crepúsculo . Não vamos postar fofocas dos atores e nem fotos tirada pelos paparazzis no dia-a-dia deles.A vida pessoal dos atores é irrelevante.
toptwilightblogs
intrinseca


Back Refresh Main Page LoginForward
Copyright © 2014 TwiZone Brasil. All Rights Reserved. Theme designed by Enraptured Serendipity.

Switch to our mobile site